Terça-Feira
23 de janeiro de 2018
(51) 3634.1321
Assine o jornal  |  Fale conosco

São Sebastião do Caí

Fonte da Imagem: Prefeitura Municipal de São Sebastião do Caí no Google Maps
Fonte da Imagem: Prefeitura Municipal de São Sebastião do Caí no Google Maps

Prefeito: Darci José Lauermann

 

Vice-prefeito: Luiz Alberto da Costa Oliveira

 

 

A história do Município

 

São Sebastião do Caí é um dos municípios mais antigos do Estado, foi 14º a ser legalmente criado e, em Maio de 2002 completou 127 anos.

 

O Povoado do Vale do Caí começou por Capela de Santana

Entre 1738 e 1745, Capela de Santana era o único local povoado entre o rio dos Sinos e Caí, e seu primeiro nome foi “Ilha do Rio dos Sinos”. Mais tarde, passou para Sant’ Ana do Rio dos Sinos, com adoção de Santa Ana como padroeira. A população era composta por portugueses, morenos e índios civilizados (Tapes e Guaycanas).

O segundo local de povoamento da nossa região deu-se em 1848, com a instalação das primeiras levas de imigrantes germânicos, em São José do Hortêncio, que por estar longe do rio, não ficou sendo a sede do nosso município.

 

O início da Colonização de São Sebastião do Caí

A natureza exuberante era cortada por um rio de águas claras e cristalinas, que os índios chamavam de CAAY (Y= rio CCA= mata). Rio da Mata.

As primeiras famílias luso-brasileiras chegaram por volta do ano de 1800.

O Sesmeiro Bernardo Mateus adquiriu terras na margem esquerda do rio, e o lugar ficou sendo chamado “Porto dos Mateus”.

Em 1806, chega o Sr. Manoel dos Santos Borges e sua esposa, Leonor Perpétua. Construíram uma chácara também no lado esquerdo do rio e chamaram o lugar de “praia”.

Pouco tempo depois, chego o Sr. José Elias Vieira e, sua esposa, Fortunata, com seus dois filhos: José Elias e Francisco Elias. Foram residir onde hoje fica o bairro Vila Rica.

Por volta de 1808, chegava a família do Sr. José Antônio Guimarães, capataz de uma rica viúva. Guimarães teve quatro filhos: Inácio de Alencastro Guimarães, Lourenço de Alencastro Guimarães, Pedro de Alencastro Guimarães (que mais tarde seria vereador e ilustre cidadão caiense) e Antônio Guimarães (que em 1850 adquiriu muitos hectares de terras).

Pela importância dessa família, o povoado passou a chamar-se “Porto dos Guimarães”.

Em 1873, a sede do povoado foi transferida de São José do Hortêncio para o Porto dos Guimarães, pela sua importância no comércio realizado através do rio, entre Caxias do Sul, Porto Alegre e arredores.

 

Um padroeiro para o povoado

Em 1848, os moradores discutiam sobre o santo que seria o padroeiro do povoado.

Antônio Guimarães, que havia doado os terrenos para a construção da Igreja e da praça, queria que o padroeiro fosse “ Santo Antônio”. Já Quintino Guimarães, que também contava com algum prestígio, queria que fosse “São Bernardo”, em homenagem a Bernardo Guimarães, sesmeiro da localidade.

O assunto foi submetido ao julgamento do Bispo Dom Sebastião Dias Laranjeira, que visitou a localidade e propôs que o padroeiro da Igreja fosse São Sebastião. Todos concordaram, e Dom Sebastião doou uma imagem de São Sebastião toda esculpida em madeira.

Em 1864, é dada a benção da pedra fundamental e iniciam-se as obras da construção da Igreja, sendo o engenheiro responsável “José da Costa Gama”.

A Igreja ficou pronta em 15 de julho de 1879. A imagem do Santo padroeiro foi levada em procissão até a Igreja. Em 1880, aconteceu a primeira “festa de São Sebastião” e a primeira comunhão das crianças na Igreja Matriz. E em 1883 foi construída a torre da igreja.

Mais tarde em frente à Igreja  Matriz, criou-se uma praça, inicialmente chamada Praça 15 de Novembro, e onde é hoje a Biblioteca Municipal, era o clube “15 de Novembro”. Anos depois, a praça passa a se chamar Praça João Pessoa e, bem depois, passou a se chamar pela Lei 1276 de 05 de agosto de 1988, Praça Cônego Edvino Puhl, em homenagem ao padre que ficou 35 anos na paróquia.

Em 1896, foi construída a Igreja Evangélica, com influência germânica em sua arquitetura. Ela é considerada até hoje o terceiro templo luterano em beleza na América Latina.

 

São Sebastião do Caí torna-se Minicípio

A sugestão do Bispo Laranjeira, de pôr o seu nome na localidade, foi confirmada através da Lei Provincial nº 870 de 15 de abril de 1873. Era criada a 87º Freguesia da Província: São Sebastião do Caí.

Dois anos Depois ela foi considerada Vila, e com a Lei Orgânica nº 311 do Governo Federal, ela foi elevada à cidade em 1º de Maio de 1875.

Governava o Brasil, na época da criação do município, o imperador Dom Pedro II, e a Província de São Pedro do Rio Grande do Sul era dirigida por José Antônio de Azevedo Castro.

Depois de criado o município, foi eleita a primeira Câmara Municipal que tomou posse no dia 25 de Novembro de 1876, lavrando a primeira Ata Municipal. A Câmara Municipal realizava as suas sessões em uma casa alugada. No dia 04 de Março de 1886, foram entregues as chaves do prédio onde funcionava atualmente a Prefeitura Municipal. A Câmara Municipal mudou-se oficialmente para o novo prédio no dia 8 de Março de 1886.

Desde a data de sua criação até a proclamação da República, a administração municipal foi feita pela Câmara dos Vereadores.

Somente no dia 28 de Setembro de 1891, foi empossado o primeiro intendente do município.

 

São Sebastião do Caí foi perdendo territórios:

Em 29 de junho de 1890, o decreto 257 do Governo do Estado elevou a categoria de vila a povoação de Caxias, data em que o território caxiense foi desanexado de São Sebastião do Caí, passando a constituir um município autônomo, tendo Caxias do Sul como sede.

A partir de 1890, São Sebastião do Caí conservou durante 49 anos a mesma área territorial, pois somente em 30 de junho de 1940 suas delimitações foram novamente alteradas em virtude da reforma procedida pelo Conselho Regional de Geografia nos limites inter-municipais e interdistritais de todos os municípios do Rio Grande do Sul, a fim de que as demarcações obedecessem a um critério uniforme.

 

1º Distrito - Sede

2º Distrito - São José do Hortêncio - emancipado em 20/12/1988

3º Distrito - Nova Petrópolis - emancipado em 1958

4º Distrito - Capela de Santana - emancipado em 08/12/1987

5º Distrito - Feliz - emancipado em 17/02/1959

6º Distrito - Santa Rita - foi anexado a Canoas em 1939

7º Distrito - Santa Lúcia - foi anexado a Caxias do Sul

8º Distrito - Portão - emancipado em 09/10/1963

9º Distrito - Nova Palmira - dividido e anexado a Caxias do Sul e Feliz

 

Bom Princípio e São Vendelino, então pertencentes a Montenegro, foram desanexados e passaram a pertencer ao município de São Sebastião do Caí.

Bom Princípio está emancipado desde 12 de maio de 1982, e São Vendelino, que havia ficado anexo a Bom Princípio, está emancipado desde 29 de abril de 1988.

Em 1959 é criado Estância Velha, que leva uma parte do município.

Em 1959 é criado o município de Carlos Barbosa, que inclui parte do município.

 

Fonte:www.sscai.famurs.com.br

 

 

Telefones Úteis:

 

  • Prefeitura 3635-2500
  • Câmara de Vereadores 3635-1456
  • Posto de Saúde (Loteamentos) 3635-2518
  • Posto de Saúde (São Martim) 3536-2524
  • Posto de Saúde (Conceição) 3635-2560
  • Secretaria Municipal da Educação 3635-2500
  • Secretaria Municipal da Saúde 3635-2500
  • Ambulância/emergência 3635-1949
  • Hospital 3635-6500
  • Bombeiros 193  /  3635-1949
  • Plantão da água/Corsan 3635-3536  /  3536-1444
  • Secretaria da Assistência Social 3635-2569
  • Secretaria de Obras 3635-2534
  • Secretaria da Agricultura 3635-2565
  • Procon 3635-2530
  • Guarda Municipal 3635-2567
  • CAPS Ancoragem 3635-2568
  • Biblioteca Pública 3635-2517
  • Brigada Militar 190 / 3635-0210 / 3635-1220
  • Polícia Civil 3635-1020
  • Polícia Rodoviária 3634-1211
  • Conselho Tutelar 3635-2550 / 9816-0049
  • Emater 3635-1002
  • Sindicato dos Trabalhadores Rurais 3635-1665 / 3635-4319
  • Fórum 3635-1113 /  3635-3599
  • Cartório Eleitoral 3635-1250
  • Promotoria Pública 3635-0368 / 3635-1299
  • Cartório de Registro de Imóveis 3635-3555
  • Tabelionato 3635-1691
  • Casa da Cidadania 3635-2500
  • ACI/ CDL/ SPC 3635-1745
  • INSS 3635-1354 / 1107

0 Comentários

Carregar mais comentarios
Carregando
notícias da cidade Festa São Sebastião
Maus tratos na creche
Luiz Alberto é prefeito em janeiro
Festa do padroeiro começa dia 11
Conceição volta a ter um pároco
Ver todas as notícias
previsão do tempo
veja mais notícias
Escolha das Soberanas de Feliz 2018
18/01/2018  |  Feliz  |  PH nos Eventos
Escolha das Soberanas de Feliz 2018
Golden Fênix conquista torneio de futsal no Uruguai
18/01/2018  |  Vale Real  |  Esportes
Golden Fênix conquista torneio de futsal no Uruguai
Ferido grave em colisão
18/01/2018  |  Bom Princípio  |  Geral
Ferido grave em colisão
Mulher morre atropelada na RS 122
18/01/2018  |  Bom Princípio  |  Geral
Mulher morre atropelada na RS 122
Veja todas as notícias

Primeira Hora

Rua 25 de julho, nº 168

Centro - Bom Princípio / RS

CEP 95765-000

Bom Princípio: (51) 3634.1321

bomprincipio@primeirahora.rs

Quem somos

Assine o jornal

Fale conosco

www.facebook.com/JornalPrimeiraHora