Sábado
16 de dezembro de 2017
(51) 3634.1321
Assine o jornal  |  Fale conosco

07/12/2017 09h22  |  São Vendelino  |  Geral

Cristina é a primeira doutora de São Vendelino

Cristina é a primeira doutora de São Vendelino
Cristina é a primeira doutora de São Vendelino

Com graduação e mestrado em História pela Unisinos e especializada em Política e Gestão Cultural, a são-vendelinense Cristina Seibert Schneider é a primeira moradora de São Vendelino a conquistar o título de doutora. Com 41 anos de idade, ela defendeu sua tese do doutorado em Planejamento Urbano pela Ufrgs durante mais de quatro horas na sexta-feira passada, dia 1º, diante de quatro doutores de diferentes áreas do conhecimento, já que sua tese é multidisciplinar.

 

Cristina iniciou sua vida de professora na educação infantil, onde atuou durante cinco anos. Depois, encarou a direção de uma escola particular e durante 12 anos foi contratada do Estado para lecionar na escola estadual local. Treze anos atrás, abriu a empresa Patrimonium, que atua justamente em grandes projetos de restauro de bens tombados no âmbito municipal, estadual e nacional. Além disso, dá aulas na Faculdade Cenecista, de Farroupilha, e na Unisinos. Já foi por diversas vezes professora homenageada e paraninfa de turmas de formandos, tendo em seu currículo dezenas de orientações para alunos em fase de TCC, assim como dezenas de bancas onde ela avaliou os trabalhos de conclusão.

 

Conforme Cristina, o que despertou nela o sentimento de querer trabalhar na área de preservação foi o curso de História, mas na verdade sua paixão nesta área vem da infância. “Desde pequena ouvia as inúmeras histórias de meu pai, Harry, e também da minha mãe, Lori, e percebi a importância de cuidar do patrimônio e da memória das pessoas”, diz a doutora, que desde sexta-feira está com um sentimento de “leveza”. “A defesa da tese foi um momento muito importante e especial para mim, pois coroou os três anos e meio de muito estudo e dedicação, tempo em que tive também que me ausentar muito da minha família”, ressalta a esposa de Leandro Elias (Lugas), mãe de Guilherme, Ingrid e João Augusto.

 

Agora, muito feliz e realizada com a conclusão de sua tese, Cristina pretende curtir mais seu tempo livre com a família e amigos e aproveitar seu vasto conhecimento em planejamento urbano para a preservação do patrimônio e o desenvolvimento consciente das cidades, em busca de mais qualidade de vida para todos. A íntegra do trabalho poderá ser conferida a partir de 2018 no Lume, site oficial de teses da Ufrgs. 

Cristina é a primeira doutora de São Vendelino

Leia a notícia completa na versão impressa do jornal Primeira Hora.

notícias urgentes
Roubo e vandalismo na Capital das Flores
Projeto de Pareci Novo recebe o prêmio RBS de Educação
As tradicionais festas de Kerb vêm aí
Domingo é dia de Pedal de Natal
Intensa programação natalina no final de semana
Ver todas as notícias
sobre o município
veja mais notícias
Abertura da safra de uva
14/12/2017  |  Pareci Novo  |  Agricultura
Abertura da safra de uva
O espírito natalino já toma conta da cidade
14/12/2017  |  Pareci Novo  |  Geral
O espírito natalino já toma conta da cidade
Trabalho voltado para a reeducação alimentar e para a qualidade de vida
14/12/2017  |  Tupandi  |  Saúde
Trabalho voltado para a reeducação alimentar e para a qualidade de vida
Alunos desenvolvem projeto sobre alimentação saudável e o uso de chás
14/12/2017  |  Tupandi  |  Educação
Alunos desenvolvem projeto sobre alimentação saudável e o uso de chás
Veja todas as notícias

Primeira Hora

Rua 25 de julho, nº 168

Centro - Bom Princípio / RS

CEP 95765-000

Bom Princípio: (51) 3634.1321

bomprincipio@primeirahora.rs

Quem somos

Assine o jornal

Fale conosco

www.facebook.com/JornalPrimeiraHora